{Compassiva}

A vida é um grande e completo texto, que precisa de muitas vírgulas para ser escrito, ainda que essas vírgulas assumam em alguns momentos formatos de lágrimas.

Ele é diferente. Ele não é só um cara. Ele te ouve como se te entendesse, fala como quem soubesse o que dizer e não diz nada muitas vezes, porque ele entende os silêncios. Ele existe. Você sabe que seriam bons amigos, bons parceiros, bons inimigos, mas você prefere ser a garota dele. E sabe que serão importantes na história um do outro para sempre, independentemente de tudo que estiver pra acontecer. Porque ele não é só um cara. Você não quer mais só um cara. E ele é tudo que você quer hoje.
-Tati Bernardi.    (via inverbos)

E sempre..

(Source: victor-blanco, via inverbos)

Não sou sua mãe, mas pode chorar um pouco se quiser. É até bem bonitinho. Me deixa provar que também sei ouvir, pra depois a gente decidir onde comer e tudo seguir dando certo.
-Gabito Nunes (via thiaramacedo)

(Source: klippen, via thiaramacedo)

Amor: roubar beijos, arrancar sorrisos, matar saudades.
-Eu me chamo Antônio.   (via cuidei)

(Source: alentador, via preenchend0)

Ela é ciumenta, possessiva, insegura e violenta, mas também é linda, carinhosa, amorosa e divertida. É uma faca de dois gumes. Doce e ácida. Sedutora.
-Esta é uma história de amor. (via versejas)
Estou usando muito o meu silêncio pra não entrar em brigas desnecessárias.
-Johnny.  (via explorador-a)

(Source: o-teimoso, via riskky)

Ele pode ter cinquenta tons de ruim, mas ele é meu.
-50 Tons De Cinza. (via rocksx)

(Source: stilomadame, via riskky)

Poderíamos casar. Não chegaríamos sequer perto do exemplo de família perfeita. Teríamos um apartamento, quem sabe uma casa com jardim e um cão com pêlo brilhante. Improvável. Tomaríamos café as cinco da tarde. Você reclamaria o fato de eu ligar o chuveiro horas antes de ir para o banho. eu, por você ter arranhado meu cd de jogo favorito. eu não admitiria o quanto você fica bonito quando bravo e você não diria que lembra da cor do sapato que eu usei quando nos vimos pela primeira vez. Discordaríamos quanto a cor das cortinas. Não arrumaríamos a cama diariamente, beberíamos juntos em algum club no final de semana. A geladeira seria repleta de congelados e coca-cola, o armário, de porcarias. Adiaríamos o despertador umas trinta e duas vezes só para ficarmos horas na cama enrolando e falando qualquer besteira. você me ensinaria alguma coisa sobre futebol, e eu te convenceria a assistir aquele filme no cinema. Sentaríamos na sala de pijama e pantufas, você iria direto para o caderno de esportes no jornal e eu comentaria alguma notícia qualquer. Você saberia o nome do meu perfume, eu saberia onde você largou a última edição da revista de música. Sairíamos pra jantar em algum dia de chuva e não nos importaríamos em chegarmos encharcados. Dormiríamos com o computador ligado. Nos beijaríamos no meio de alguma frase. Você pegaria no sono com a mão no meu cabelo e eu, escutando sua respiração. Eu riria sem motivo e você perguntaria porque, eu não responderia. Saberíamos. Poderíamos casar…
-Caio Fernando Abreu.   (via monossemia)

(Source: es-cri-tos, via riskky)

E todo mundo diz que ele completa ela e vice-versa.
- Legião Urbana (via devoras)

(Source: questaodeangulo, via riskky)

Eles brigavam muito, não concordavam em muitas coisas. Na verdade não concordavam em quase nada. Se provocavam o tempo todo, mas apesar das diferenças eles tinham algo muito em comum: eram loucos um pelo outro.
-Diário de Uma Paixão. (via romantizar)

(Source: sexoadistancia, via riskky)

Mas eu sou mesmo um clichê. Um daqueles bem água com açúcar, sabe? Um melodrama de quinta. Uma comédia romântica, que você não se cansa de ver num domingo a tarde.
-Querido John (via resignei)

(Source: querido--john, via riskky)

Um dia frio, um bom lugar prá ler um livro e o pensamento lá em você…
-Djavan   (via 1-pequenopoeta)

(Source: futura-esposa, via riskky)